Agradecimento pelo Congresso da Ufebrac Nacional 2017

No final do mês de Maio de 2017, nós, aqui da Tríplice fronteira, fomos presenteados por Deus com um encontro que nos trouxe comunhão, alegria, intercessão, mobilização, cuidado, muita presença de Deus e palavra boa. Tivemos em Foz do Iguaçu o Congresso Nacional da Ufebrac. Desde 2014 estamos sendo abençoados através da vida da nossa querida Jean Simplício e sua família, juntamente com a equipe da Ufebrac Nacional e com a diretoria da Ufebrac aqui do estado do Paraná, além das visitas, acompanhamento, mobilização e interesse pelo trabalho missionário que desenvolvemos aqui no campo transcultural, temos recebido muito amor e carinho dessas mulheres valorosas. Nesse congresso tivemos cerca 950 mulheres do Brasil todo, além de várias Convenções representadas, líderes nacionais, Pastores e suas esposas, foi um tempo muito especial. Além da comunhão, tivemos uma participação para falar de missões, mobilizar, conhecer e levantar novas intercessoras, com o tema “Quem sou eu?” onde tantos assuntos podiam ser abordados, recebemos um tempo bem importante, onde realizamos um teatro que falava das mulheres do mundo perseguido que não tiveram ainda a chance de conhecer Jesus, além do testemunho de uma de nossas “amigas” da comunidade fechada que trabalhamos aqui, e também workshop sobre missões para falar sobre a Missão Desafio, OMN e sobre o programa Tríplice Fronteira. Meu coração está cheio de gratidão a Deus por tudo que ele fez nestes 03 dias de encontro, na segunda-feira tivemos a segunda missionária, idealizado pela irmã Jean também, neste dia cerca de 60 irmãs e alguns Pastores ficaram uns dias a mais aqui na fronteira para ter uma experiência transcultural e conhecer um campo de trabalho missionário, pela manhã realizamos a caminhada de oração no bairro da comunidade fechada que temos aqui em Foz, à tarde estivemos na nossa igreja do lado Paraguaio, a caravana ouviu nossos missionários ali, além de conhecer um dos assentamentos de campesinos que trabalhamos com as crianças e cultos e onde está a tenda de evangelização. Fomos adotadas por essas amadas mulheres de Deus, e nossa história tem sido tremendamente abençoada e impactada depois que elas nos adotaram, como disse, a uma imensa gratidão em nossos corações por tudo que vivemos nestes dias e por tudo que Ufebrac tem feito por nós aqui da Tríplice Fronteira também fora dos dias do congresso, obrigada por tudo, amamos vocês.

                                                                              Juliana de Faria Oliveira.